top of page

Patagon M&A - Investimentos - Mercado Livre anuncia compra de participação na 2TM



Empresa diz que investimento reforça compromisso da empresa no desenvolvimento e uso de cripto na região; os valores não foram divulgados


O Mercado Livre anunciou na noite de ontem que adquiriu participação acionária no Grupo 2TM, controladora da corretora Mercado Bitcoin e outras empresas do setor blockchain. As empresas não revelaram o valor nem o percentual envolvido no negócio.


A gigante do e-commerce na América Latina também realizou um “investimento estratégico” na Paxos, companhia regulamentada que oferece infraestrutura de blockchain e que faz a custódia das criptomoedas compradas via Mercado Pago no Brasil.


Desde dezembro de 2021, brasileiros podem comprar pela plataforma Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e Pax Dollar (USDP), uma stablecoin emitida pela Paxos. O Mercado Livre, vale lembrar, também adquiriu US$ 7,8 milhões em Bitcoin no primeiro trimestre do ano passado como estratégia de tesouraria.


Em comunicado, o Mercado Livre afirma que os investimentos na 2TM e na Paxos reforçam o compromisso da empresa no desenvolvimento e uso de criptoativos e tecnologia blockchain na região.


A companhia diz que “pretende estimular o ecossistema regional, permitindo oferecer produtos e serviços cada vez mais relevantes aos empresários e usuários latino-americanos, que estão no centro de sua estratégia”.


André Chaves, vice-presidente sênior de estratégia e desenvolvimento corporativo do Mercado Livre, diz que a empresa avalia continuamente as inovações e oportunidades que surgem no campo das criptomoedas com o objetivo de ser um participante central dessa disrupção.


“Os ativos digitais e a tecnologia blockchain representam um fenômeno único, global e coletivo que quebra barreiras e cria um campo de atuação nivelado e aberto para que todos os usuários alcancem o empoderamento econômico, o que está muito alinhado com nossa missão como empresa”, avalia.


Daniel Cunha, vice-presidente executivo de desenvolvimento corporativo do Grupo 2TM, se diz entusiasmado com a novidade, destacando que o Mercado Livre pode ter um impacto significativo no desenvolvimento de criptomoedas e blockchain na região.


O Mercado Bitcoin divulgou nesta semana que atingiu 3,3 milhões de clientes e registrou US$ 40 bilhões em volume negociado em 2021, quase sete vezes os números de 2020. A plataforma agora está investindo em uma área de pesquisa para dar suporte a investidores institucionais e pessoas físicas de alta renda.


Na opinião do Bradesco BBI, o mercado de ativos digitais tem potencial de crescimento muito forte, e deve continuar impulsionando as iniciativas dos players do segmento para aumentar sua exposição.


Walter Hessert, chefe de estratégia da Paxos, lembrou que o Mercado Livre foi a primeira grande plataforma a trazer acesso a criptomoedas e stablecoins para seus usuários no Brasil. “Esse investimento é um forte sinal da dedicação da empresa em liderar a adoção de ativos digitais na América Latina”, afirmou.


Leia mais em InfoMoney

Posts Em Destaque
Ainda não há posts publicados nesse idioma
Assim que novos posts forem publicados, você poderá vê-los aqui.
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page