Nuvini compra Onclick


A Nuvini, holding de empresas no modelo software as a service (SaaS), fechou a compra da Onclick, empresa do interior de São Paulo especializada em soluções de gestão empresarial on e offline.


Criada em 1999, a Onclick tem sede em Marília, São Paulo, e foi adquirida em 2014 por Marcel Farto, fundador da Commit Consulting. Até então, seu foco era no mundo físico e, após a venda, a empresa criou uma plataforma voltada para o e-commerce.


Hoje, a companhia tem um modelo de negócio focado em soluções gerenciais para empresas de varejo on e offline, além de atender distribuidoras e indústrias que desejam ir para o e-commerce, oferecendo o sistema Order Management System (OMS).


Na prática, seu sistema gerencia os pedidos com funções como separação, emissão de notas, etiqueta de postagem e gestão do estoque. Além disso, ele possibilita fazer a integração entre os ERPs e as plataformas de e-commerce e marketplace.


Com 130 funcionários, a Onclick atende mais de 1,1 mil clientes em todo o Brasil, entre eles Jogos Grow, Arezzo, AZ Acessórios, Connect Parts, Giuliana Flores e Carmen Steffens. A empresa registrou um crescimento de 35% em 2020 e, com a aquisição pela Nuvini, deverá dobrar o faturamento em três anos.


Esta é a quinta compra anunciada em três meses pela Nuvini, que tem plano de fechar um total de 15 aquisições até o final de 2021. Até 2025, a meta é adquirir 85 empresas, alcançando R$ 4 bilhões em faturamento e R$ 1 bilhão em Ebitda.


Além da Onclick, a Nuvini comprou recentemente a Dataminer, uma empresa atuante na área de big data; a Leadlovers, que tem uma ferramenta de automação de marketing digital; a Effecti, uma solução de e-procurement focada em compras públicas; e a Ipê Digital, dona de uma solução de gestão on-line para óticas.


Até agora, não foram abertos valores de nenhuma das compras. Em 2020, a Nuvini registrou faturamento de R$ 20 milhões e, somente no primeiro trimestre deste ano, alcançou R$ 25,4 milhões incluindo as novas aquisições.


A estimativa da empresa é chegar à cifra de R$ 300 milhões até o fim deste ano.


Na largada, a empresa tem um capital de R$ 100 milhões para investir, oriundo dos fundadores e de alguns family offices, como são conhecidos os escritórios de investimento de famílias endinheiradas.


Segundo o Neofeed apurou, a Nuvini está concluindo uma captação de R$ 400 milhões.


O alvo da Nuvini são companhias nos segmentos de marketing, ferramentas de finanças e produtividade, com faturamento entre R$ 20 milhões e R$ 50 milhões, que sejam rentáveis, com produtos já testados e que crescem de 20% a 25% ao ano.


Os negócios envolvem sempre a totalidade das ações e os fundadores ficam no negócio por um período que pode variar de três anos a cinco anos.


O modelo de negócio é criar uma holding que centralize backoffice, da governança e de outras atividades operacionais, deixando as empresas cuidarem de produtos, marketing, pessoas e tecnologia.


Leia mais em Baguete

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square