Recém fundada, Trybe levanta R$ 42 milhões



Startup foca em formação de desenvolvedores de software, um ramo para lá de quente. A Trybe, uma escola de formação em desenvolvimento de software fundada há seis meses, acaba de receber um aporte de R$ 42 milhões liderado pelo fundo Atlantico e composto por outros investidores, entre eles Canary, Global Founders Capital, e.Bricks, Maya e Norte. A startup já tinha levantado uma rodada de seed capital liderada pelo Canary e com participação de e.Bricks, Maya e Joa (fundo de investimento do apresentador Luciano Huck), somados a pessoas físicas de peso, como Armínio Fraga e Ronaldo Lemos. A quantidade de capital e a grife dos investidores chama atenção frente ao pouco tempo de mercado de startup e ao número relativamente pequeno de alunos da empresa, que espera chegar a 600 até o final do ano. Qual é o segredo da Trybe então? A primeira coisa é que a startup é recente, mas liderada por nomes com algum histórico, com cinco sócios que fundaram em 2012 AppProva, outra startup educacional, essa focada em dados e avaliações. Ela foi vendida para a Somos Educação em 2017, quando já tinha cinco milhões de estudantes na plataforma. Outra é o mercado. Desenvolvedores de software são um profissional em alta demanda no país. O mercado aquecido é inclusive tema da popular revista de negócios Exame nesta semana. Já existe uma oferta grande de companhias focando em formação de mão de obra a partir de diversas abordagens. A da Trybe se baseia em alta seletividade, alto investimento e um modelo de financiamento a longo prazo.


Leia mais em: https://blog.betrybe.com/carreira/trabalhar-em-startup/

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square